Barcelona – Roteiro de 1 dia

Barcelona é uma encantadora cidade regada a arte, cultura e boa comida.  Está localizada no nordeste da Espanha e é a capital da Catalunha.  

Estivemos de passagem em Barcelona, durante um cruzeiro pela Europa. Para aproveitar melhor o pouco tempo, optamos por contratar o serviço de uma Van. Pedimos para o motorista nos levar aos principais pontos turísticos da cidade e com isso otimizamos nosso tempo. O custo da Van foi de 30 euros por pessoa sendo que estávamos em um grupo de 6. 

 

Nossa primeira parada foi em Montjuïc, uma colina a sudeste da cidade. De lá é possível ter uma espetacular vista de toda Barcelona. Montjuïc possui uma grande área de lazer e várias atrações turísticas. Várias delas provenientes da Exposição Internacional de 1929 e das Olimpíadas de 1992, dois grandes e importantes eventos que aconteceram em Barcelona.

Antes de continuar o post vou dar mais uma opção caso você não queira contratar o serviço de uma Van. 
Também é possível chegar a Montjuïc utilizando o teleférico que sai do porto. O ingresso custa 9 euros ida e volta. 

 

Voltando a falar em Montjuïc.

Entre as principais atrações do local está a Font Mágica de Montjuïc. Na fonte luminosa, as águas dançam ao som de grandes sinfonias. É um espetáculo de luz e cor que dura cerca de 15 minutos e se repete a cada meia hora. 

Infelizmente não conseguimos assistir pois as apresentações são noturnas. Os dias e horários podem variar dependendo da estação do ano. Para maiores informações acesse o site da atração clicando aqui.
Outra atração de Montjuïc é o Palau Nacional (Palácio Nacional) também conhecido como Museu Nacional d’Art de Catalunya. Foi construído como pavilhão central para a Exposição Internacional de 1929 e sua coleção inclui romano, gótico, renascentista e barroco. 
Mais detalhes no site oficial do museu clicando aqui.

 

Do lado oposto ao Palau Nacional está a Plaça d’Espanya (Praça de Espanha). A praça possui duas torres em estilo veneziano, inspiradas na da Piazza San Marco, na Itália. Do alto de Montjuïc é possível tirar belas fotos.
 

 

Nosso motorista disse que quem vai a Barcelona deve tirar uma foto centralizando as duas torres da Plaça d’Espanya. Então, como boa turista, fiz a minha foto!

 

 
A Plaça d’Espanya é a ligação das principais avenidas de Barcelona. Lá também está a antiga praça dos touros, onde hoje funciona um centro comercial.
 

 

 

Nossa próxima parada foi no Camp Nou, famoso estádio do Barcelona FC, time onde atualmente jogam famosos como o brasileiro Neymar e o argentino Messi.   É um dos maiores estádios do mundo com capacidade para quase 100 mil torcedores.
 

 

 

 

Você pode fazer um tour pelo estádio, visitar o Museu do Clube Barcelona e comprar produtos oficiais na loja do time. Compre aqui os ingressos para o Tour Camp Nou.

 

 

Dando continuidade ao nosso passeio seguimos até o famoso Parc Güell. A obra, assinada pelo famoso arquiteto Gaudí, foi construída por encomenda do empresário Eusebi Güell como um projeto de urbanização. Após o fracasso comercial, foi vendido ao município de Barcelona e se tornou um parque público em 1926. 

 

Uma das principais curiosidades do parque é ele ser totalmente curvilíneo. Bancos, muros e praças sem uma linha reta. Tudo repleto de cor e curvas. 
Da praça oval se tem uma maravilhosa vista de Barcelona e no local também é possível visitar a Casa-Museu Gaudí. 
Os ingressos na bilheteria custam 8 euros adulto e 5,60 euros crianças de 7 a 12 anos. Menores de 7 anos não pagam para entrar. Comprando com antecedência pela internet, os preços são menores. Existe também a opção de comprar o ingresso juntamente com o bilhete do ônibus turístico, com preço promocional. Para compra de ingressos e maiores informações, clique aqui.
 
Partimos em direção ao Temple Expiatiori de la Sagrada Familia,  ou simplesmente Sagrada Família. A famosa e inacabada igreja começou a ser construida em 1882. No ano seguinte Gaudí assumiu a obra e a ela dedicou 40 anos de sua vida. Segundo nos foi informado no local, a previsão do término da obra está prevista para 2018. 

 

A igreja é tão alta que para sair completamente na foto tivemos que abaixar quase até o chão. As melhores fotos conseguimos nos afastando alguns metros.
Não conseguimos visitar o interior da igreja. Devido a grande procura, a fila é imensa, sendo necessário comprar o ingresso com bastante antecedência. 
O ingresso custa 15 euros adultos e 13 euros menores de 18 anos, estudantes e aposentados. Para maiores detalhes e compra de ingressos clique aqui.
 
O Parc de la Ciutadella é um espaço perfeito para quem gosta de ter contato com a natureza. Possui um museu de zoologia, outro de geologia e um zoológico. Lá também fica a sede do parlamento da Catalunha.
Devido ao pouco tempo só passamos em frente a Casa Batlló, mais uma obra assinada por Gaudí. A bela obra modernista é conhecida também como A Casa dos Ossos, devido a semelhança dos pilares com externos com ossos.
Nosso passeio terminou em La Rambla, uma rua bem larga com muitas lojas, restaurantes, cafés e artistas se apresentando. O calçadão é repleto de pedestres. Segundo nos foi informado, o movimento começa bem cedo e vai até a noite. 
La Rambla liga a Praça Catalunha ao Monumento a Colón. A estátua foi construida em homenagem ao descobridor Cristóvão Colombo. Possui 60 metros de altura. Um elevador te leva a galeria de observação de onde se tem uma fabulosa vista de Barcelona. 
 

Um dia foi muito pouco, mas saimos de Barcelona com o gostinho de “quero mais”. Vamos voltar com certeza!

Finalizo o post com a imagem da escultura Onades, feita com grandes arcos metálicos e localizada na entrada do porto.

Fique de olho:
  • Outra opção de transporte em Barcelona é o ônibus turístico hop on hop off que passa pelos principais pontos turísticos. O ônibus passa a cada meia hora, sendo uma boa opção para quem tem mais tempo disponível.
  • Muita atenção com seus pertences. Como toda cidade grande, Barcelona também sofre com pequenos furtos. 
  • Barcelona é uma cidade bilíngue. Tanto o espanhol quanto o catalão são línguas oficiais. Mas a preferência deles é o catalão. É uma ofensa muito grande dizer a eles que o catalão é um dialeto do espanhol.

 

  • Compre os ingressos pelos links deste post, e você não vai pegar filas quando chegar nas atrações. Saiba mais clicando aqui.



Alessandra Maróstica

Mãe, esposa, paulistana (da Mooca), fisioterapeuta, pianista e travelholic. Apaixonada por fotografia, gastronomia e por viver experiências culturais diferentes. Visitou 16 países e está sempre em busca do próximo destino.

6 comentários em “Barcelona – Roteiro de 1 dia

  • Pingback: Veneza a Santos de navio | Tirando Férias | Blog de Viagens

  • 1 de setembro de 2016 em 14:47
    Permalink

    Pretendo conhecer Barcelona, e gostei muito do roteiro “Barcelona – Roteiro de 1 dia”.
    Gostaria de imprimi-lo para usar como guia.
    Como devo proceder para imprimir, ou voces poderiam me enviar uma cópia?
    Agradeço antecipadamente,
    José Zacharias.

    Resposta
      • 2 de setembro de 2016 em 19:04
        Permalink

        Sim, muito obrigado.

  • 21 de fevereiro de 2017 em 20:50
    Permalink

    Olá, adorei seu roteiro.
    Irei em abril para Espanha e passarei um dia em Barcelona (das 11:00 as 19:00 horas na verdade).
    O que acha mais interessante conhecer neste período? Tem o contato da Van (ou aonde conseguiu)?
    Se puder me ajudar agradeço.
    Grato

    Resposta
    • 22 de fevereiro de 2017 em 12:37
      Permalink

      Olá!!! Que bom que gostou do roteiro! Estivemos em Barcelona durante um cruzeiro. Então também tivemos poucas horas na cidade, mais ou menos o mesmo tempo de que você vai ter. Eu recomendo visitar com mais calma a Sagrada Família e o Parque Güell, pois são lindíssimos! Mas é bom comprar os ingressos com antecedência, para não perder tempo. As filas são enormes… (Coloquei alguns links de onde comprar ingressos no post). Se gostar de futebol, é muito interessante visitar o Camp Nou, o estádio do Barcelona. Visite também o Montjüic. É um lugar bem bonito, de onde se tem uma bela vista da cidade. Lá também dá para fazer um passeio de teleférico. Você terá poucas horas disponíveis, mas se organizando bem, dá para conhecer as principais atrações! Com relação a Van, assim que saímos do porto haviam várias opções disponíveis. Os motoristas ficavam lá, tentando atrair os passageiros do navio. Como o ônibus turístico custava 27 euros por pessoa (na época), negociamos, e o motorista fez por 30 euros. Um pouco mais caro, mas ficamos mais à vontade para ir somente nos lugares que nos interessavam. Não sei se guardei o cartão do motorista, mas vou procurar neste fim de semana. Se encontrar te mando outra mensagem. Conte comigo, se precisar de mais alguma dica! Alessandra.

      Resposta

Deixe uma resposta