Visitando o museu submarino U-434 em Hamburgo

Para viver a aventura de entrar em um submarino espião russo, o museu U-434 é o lugar ideal.

O museu funciona em um submarino da época da Guerra Fria, que hoje está em desuso. Possui 90,16 metros de comprimento, sendo um dos maiores submarinos não nucleares do mundo.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

A História do U-434

Após o colapso da União Soviética em 1991, mais de 150 submarinos começaram a ser desmontados. Alguns poucos ficaram a disposição do governo e outros foram transformados em museus. O submarino onde hoje funciona o museu U-434, esteve a serviço da Marinha Russa até abril de 2002. Após negociação com os russos, Hamburgo comprou o submarino para sediar o U-Bootmuseum Hamburg, o U-434. Em agosto de 2002 um rebocador da Marinha Finlandesa puxou lentamente o gigantesco submarino em direção a cidade de Hamburgo.

Em 09 de novembro de 2002 o museu foi inaugurado e as escotilhas abertas para o público. O museu esteve localizado em Baakenhafen até 2010. Com a revitalização do Porto de Hamburgo, o submarino foi rebocado para St. Pauli, próximo ao tradicional mercado de peixes.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

Visitando o museu

 

É possível comprar os ingressos pela internet, através do site oficial do museu. O pagamento é realizado via PayPal e você imprime o voucher em casa. Como o site está em alemão, compramos os ingressos na hora. Visitamos o museu no dia 28 de abril de 2016, uma quinta-feira. Estava bem tranquilo com poucos visitantes, acredito que por causa do frio intenso que fazia no dia.

O valor do ingresso tradicional dá direito a visita realizada sem guia, ou seja, você entra e fica por conta própria o tempo que julgar necessário. Pagando um valor extra, existe a possibilidade de um guia te acompanhar dando explicações mais detalhadas. Mas os idiomas disponíveis são alemão e russo, o que fica bastante difícil para brasileiros. 😯

Os ingressos são vendidos dentro da loja de souvenirs que há em frente ao museu. É lá também que está localizado o banheiro. Aliás, aconselho ir ao banheiro antes, pois dentro do submarino não tem, e devido as condições técnicas, é impossível sair rápido do submarino .

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

Depois de comprar o ingresso vá até a entrada e valide o seu ticket inserindo no lugar indicado.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

Antes de entrar no submarino, aproveite para fazer fotos da área externa que é muito bonita.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: DPS / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: CAFF / Blog Tirando Férias

 

O submarino tem grande porte, mas por dentro é super apertado devido as configurações técnicas. Por este motivo não é permitida a entrada de cadeirantes.  A entrada de crianças só é permitida se for em companhia de um adulto.

Para evitar quedas, se movimentar com facilidade ou até mesmo para passar de um compartimento ao outro, recomendo o uso de roupas e calçados confortáveis. Pessoas com claustrofobia devem evitar a visita, pois a partir do momento que você entra, é impossível sair rapidamente.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: CAFF / Blog Tirando Férias

 

O submarino

A construção do submarino começou em setembro de 1975, no estaleiro naval Krasnoe Sormovo em Gorky (agora Nizhny Novgorod), cerca de 400 quilômetros a leste de Moscou. Depois de 8 meses ele já estava pronto e em operação. Este submarino pertence a classe Tango, que é o modelo sucessor da classe Foxtrot.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: CAFF / Blog Tirando Férias

 

Esta nova categoria recebeu recursos que foram colocados pela primeira vez em um submarino soviético.  Alguns destes recursos foram um complexo de sonar, a entrada automática de dados nos torpedos antes do tiro, um sistema de controle de lastro automático, um controle de profundidade automático e piloto automático.

Tais recursos diferenciavam a classe Tango da classe Foxtrot.  A utilização do submarino ficou mais simplificada e o tornou mais adequado para utilização subaquática.  Possuía um avançado sistema elétrico e de controle ao fogo. Devido à forma cilíndrica do casco, a capacidade da bateria foi aumentada. De acordo com as agências de inteligência ocidentais, este tipo de submarino era tão avançado, sendo quase indetectável.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

Somente entrando no submarino para entender como deve ter sido difícil a vida lá. Ambientes muito apertados, condições precárias para coisas simples como dormir,  se alimentar, tomar banho ou usar o banheiro.

A ideia por trás da criação do museu foi justamente fazer com que o visitante desenvolvesse sentimentos e se colocasse no lugar das pessoas que ali viveram.

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

Meu marido tem 1.83 metros de altura e pedi para que ele fizesse de conta que estava lavando a cabeça no chuveiro do submarino. Olha a dificuldade…

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

A passagem de um compartimento ao outro é por aberturas pequenas como a da próxima foto. Se prepare para passar por umas 5 passagens iguais a esta.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: CAFF / Blog Tirando Férias

Oficiais com patentes mais altas ficavam em acomodações melhores e também dispunham de uma sala para reuniões.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

Também havia uma sala para serviços médicos e para isolamento por doença contagiosa.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

Durante o passeio é possível sentir cheiro de óleo diesel próximo a sala de máquinas e ouvir o ruído dos motores e do sonar.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

O acesso a sala de comando é permitido mediante pagamento adicional e com a companhia de um funcionário do museu. A sala de comando está localizada do compartimento superior. Na ilustração abaixo você pode observar um corte transversal do submarino e a seta mostra a localização da sala de comando.

museu_submarino_u_434_hamburgo

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: CAFF / Blog Tirando Férias

 

O submarino está ancorado de tal maneira que com a mudança das marés, temos a impressão que ele sobe e desce da água.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: AMF / Blog Tirando Férias

 

A nossa visita durou aproximadamente 2 horas. Este tempo foi suficiente para olhar bastante detalhes e tirar muita fotos. Lembrando que você pode ficar dentro do submarino o tempo que julgar necessário.

Na próxima foto a saída do submarino.

museu_submarino_u_434_hamburgo
Foto: CAFF / Blog Tirando Férias

Endereço:
St. Pauli Fischmarkt 10,
20359 Hamburgo, Alemanha
Horário de Funcionamento:
De segunda a sexta-feira das 9h às 20h e aos domingos das 11h às 20h
Valor dos Ingressos:
Adultos: 9 euros
Família com 2 adultos e 1 criança: 20 euros
Família com 2 adultos e 2 crianças: 22 euros.
Idosos: 7 euros




Alessandra Maróstica

Mãe, esposa, paulistana (da Mooca), fisioterapeuta, pianista e travelholic. Apaixonada por fotografia, gastronomia e por viver experiências culturais diferentes. Visitou 16 países e está sempre em busca do próximo destino.

21 comentários em “Visitando o museu submarino U-434 em Hamburgo

  • 22 de maio de 2016 em 21:48
    Permalink

    Ótimas informações.

    • 23 de maio de 2016 em 11:57
      Permalink

      Que bom que gostou! Obrigada por compartilhar sua opinião!

  • 24 de maio de 2016 em 11:45
    Permalink

    Que máximo! Eu sou doida pra vistar a Europa, acho incrível.
    Amei o submarino, mas nem sei quanto tempo conseguiria ficar lá, me dá panico kkk.
    Lindas fotos, os detalhes ficaram ótimos!! Lugar muito bonito.

    bjss <3

    http://www.chuvanojardim.com.br

    • 24 de maio de 2016 em 18:00
      Permalink

      Realmente a Europa é incrível! Difícil escolher qual país mais bonito. Eu fiquei encantada com a Itália e com a Alemanha! Conhecer o submarino foi muito interessante! Muitas coisas aconteceram ali… Tanta história envolvida! Mas confesso, em um certo momento deu uma vontade louca de sair rsrs. Obrigada por visitar o blog! Bjs

  • Pingback: Passeio de Barco em Hamburgo | Tirando Férias | Blog de Viagens

  • Pingback: Hamburgo - Alemanha | Tirando Férias | Blog de Viagens

  • 21 de outubro de 2016 em 15:56
    Permalink

    Essa visita ao submarino russo é uma verdadeira viagem ao tempo da guerra fria. Uma aula de história, mas nunca entrei por medo de me sentir sufocada… rsrrs

  • 21 de outubro de 2016 em 19:51
    Permalink

    Alessandra, adorei sua dica! Deve ser realmente um passeio incrível! Meu filho adora espionagem, iria adorar levá-lo neste submarino.

  • 21 de outubro de 2016 em 21:27
    Permalink

    Que legal! Eu amo museus e essa ideia de um museu-submarino é sensacional! Adorei!

  • 22 de outubro de 2016 em 09:01
    Permalink

    Que demais!!! É o tipo de museu que eu gosto! Acho que passaria o dia aí dentro!!! Sou simplesmente fissurado neste tema. Adorei o post, bem completo e super informativo! Como estudante da língua russa, sou bastante ligado na história do país e adoraria conhecer este submarino. Parabéns pelo post!

  • 22 de outubro de 2016 em 11:51
    Permalink

    Que museu interessante! Eu não sou fã de museus tradicionais, mas sou apaixonada pelos interativos! Achei esse sensacional!!

  • 22 de outubro de 2016 em 12:37
    Permalink

    Nossa imagino que deve dar um nervoso né, lembrei um pouco de quando visitei os túneis da guerra do vietnam.
    Mas deve ser um passeio bem interessante, muito legal essa sua dica.

  • 22 de outubro de 2016 em 19:23
    Permalink

    Adoro museus de todos os tipos e fiquei muito interessada nesse, adorei o post.

    • 25 de outubro de 2016 em 12:55
      Permalink

      Se você tiver uma oportunidade, vale a pena visitar este museu. Foi um dos mais interessantes que já conheci!

  • 23 de outubro de 2016 em 13:38
    Permalink

    Nossa deve ser muito legal! Poder ver como é um submarino de verdade por dentro. Deu vontade, dica anotada para quando for a Alemanha! Abs, Renata

    • 25 de outubro de 2016 em 12:34
      Permalink

      É uma experiência incrível poder estar dentro de um submarino com tanta história pra contar! Vale a pena visitar! Um abraço, Ale 🙂

  • 24 de outubro de 2016 em 16:11
    Permalink

    Que museu diferente e legal. Nós ainda não fizemos um roteiro pelo norte daqui da Alemanha, muito boa dica.

    • 25 de outubro de 2016 em 12:23
      Permalink

      Eu adorei o norte da Alemanha! Muitas coisas interessantes para conhecer, mas este museu foi um dos que mais gostei de visitar!

Os comentários estão desativados.